Conhecimento que gera valor
  • JUVENTUDE

Conhecimento que gera valor

Aos jovens que tanto estima, Daisaku Ikeda aborda sobre a importância do conhecimento aliado à sabedoria para a construção da paz

Seleção de orientações extraídas e adaptadas do livro Que Venha o que Vier,1 p. 43-46.

O aprendizado, originalmente, enraizava-se com firmeza na vida das pessoas e, como galhos e folhas, estendia-se para a vida cotidiana. Ou seja, ele não era apenas conhecimento mas a própria sabedoria. Com a chegada da era moderna, a transição para a sociedade contemporânea e a estrondosa revolução industrial, diversas áreas do aprendizado também passaram por transformações.

Nesse contexto, a missão do aprendizado com foco na sabedoria para a formação do ser humano se perdeu de vista e deu espaço ao aprendizado centralizado em conhecimentos específicos.

Nos dias atuais, vivemos sob a ameaça de armas nucleares, problemas ambientais e a degeneração da mente humana. Tudo isso eu diria que são reflexos das distorções da civilização moderna. Diante de tais ameaças, o aprendizado não consegue reagir e permanece paralisado. Podemos concluir que essa doença oculta da civilização moderna é fruto de um sistema focado no conhecimento e no intelecto. Declaro aqui que é de suma importância que o aprendizado desperte novamente para sua missão original.

Segundo as palavras de Rousseau: “O mais útil e menos avançado de todos os conhecimentos humanos me parece ser o do homem”.2

Essas palavras se aplicam perfeitamente aos dias de hoje. E o ensinamento budista faz exatamente essa profunda análise do ser humano. Por essa razão, espero que, instigado pela sabedoria do budismo, o aprendizado retorne a sua condição original de aprendizado de sabedoria. Enfatizo que esse é o único caminho para sairmos desse labirinto do aprendizado contemporâneo.

***

“Conhecimento é força”. A aquisição de um vasto e correto conhecimento promove o desenvolvimento do homem como verdadeiro ser humano. Ampliar a sabedoria e lapidar o caráter é o propósito da educação. Entretanto, religiões dogmáticas, em geral, usam o conhecimento que convém aos seus interesses para fazer imposições.

Fazem declarações arbitrárias que se opõem à razão e ao bom senso. Aos que se opõem, usam o autoritarismo para oprimir, numa tentativa de enclausurar o ser humano num mundo fechado e estreito.

Jamais sejam enganados. Não sejam ludibriados por esse mundo de conhecimento desprezível que os torna fracos e medíocres.

Desenvolvam a força como valores humanos, polindo o intelecto e construindo um caráter inabalável. Dessa forma, conseguirão desfrutar plenamente de uma vida de felicidade.

A verdadeira religião é a que incorpora plenamente o objetivo da educação, que promove a construção de um ser humano completo e expande ao máximo o seu potencial.

***
Jamais sejam confundidos e enganados por falsas afirmações que tentam derrubá-los. Tornem-se pessoas de intelecto sagaz, capazes de discernir essas maldades. Para tanto, é fundamental que se dediquem diligentemente nos estudos.

***
Aprender uma língua estrangeira nos dá a compreensão da cultura, da história e do sistema de valores dos países em que o idioma é falado e também dos sentimentos e dos pensamentos de seu povo. Assim, isso está diretamente ligado ao caminho da paz. Em nosso mundo de hoje, é fundamental falarmos mais de um idioma. Isso é ainda mais importante para as pessoas que estão em posição de liderança.        

Notas:

1.     IKEDA, Daisaku. Que Venha o que Vier: Dedico às Mentes Brilhantes do Amanhã. Tradução: Noriko Sashide Kanno. São Paulo: Editora Brasil Seikyo, 2019.

2.     ROUSSEAU, Jean-Jacques. Discurso sobre a Origem da Desigualdade entre os Homens.

TAGS:JUVENTUDE

• comentários •

;